SÃO MATIAS - APÓSTOLO SUBSTITUTO

Apóstolo de Cristo de quem menos se sabe entre todos os apóstolos e escolhido por eles, entre os demais discípulos de Jesus, para preencher a vaga no colégio apostólico deixada por Judas Iscariotes após seu suicídio.

Teria sido, então, um dos cerca de 70 discípulos enviados por Jesus a diversas cidades, consoante o relato evangélico e, assim, estava preparado para difundir o Evangelho.

 

 Tecnicamente ele foi o primeiro bispo ou recipiente da sucessão apostólica. Além disso, ele era um Apóstolo original e testemunho da ressurreição. Estabeleceu o fundamento para o Cristianismo Egípcio e de acordo com seus ensinamentos, os filósofos esotéricos cristãos do segundo século, Alexandriae os alexandrianos, Basilides e seu filho Isadore, estabeleceram a forma gnóstica de misticismo que é característica dessa interpretação.

 

 

Foi um dos cinco Apóstolos na Armênia sendo mais provável que ele, e não Mateus, quem tenha sido condenado e martirizado pelo Sanhedrin judaico na Pérsia. Ele está ligado também à Etiópia, que pode ter sido uma parte da Macedônia ou Armênia, e teve fortes ligações com Felipe, Tomée outros evangelistas dessa Etiópia. Contudo, as estórias que o conectam ao Norte da África e a visitas aos canibais podem apontar para a Etiópia Africana, citada por Felipe através das sobreviventes tradições dos Cristãos Cóptas e lá teria sido martirizado e decapitado. O dia de sua festa votiva é 24 de fevereiro.