Batizados

Quem pode ser padrinho de Batismo?

Este mês começaremos uma série de matérias em nosso site, para que você tire suas dúvidas, estas matérias sempre nortearão o esclarecimento das dúvidas acerca dos sacramentos, isto como forma de desmistificar e trazer de volta a consciência da riqueza que é a vida sacramental da Mãe Igreja. É necessário resgatar a idéia de que os sacramentos são graça de Deus e exigem a sua vivência dentro da Comunidade e não podem ser encarados apenas como um rito de passagem, tradicionalismo, ou mera superstição. Começaremos a falar sobre algo polêmico, ou seja, os padrinhos para o Batismo.

Para que uma pessoa possa exercer a figura de padrinho ou madrinha algumas coisas devem ser observadas, pois é necessário que os padrinhos:

·      Pertençam a Igreja Católica e sejam “cristãos firmes, capazes e prontos a ajudar o novo batizado, criança ou adulto, em sua caminhada na vida cristã”(Catecismo da Igreja Católica 1255);

·      Tenham recebido os sacramentos do Batismo, da Eucaristia e da Crisma e completado dezesseis anos de idade (Cân. 874);

·      Quando os padrinhos pertencerem a outra paróquia, devem apresentar, com antecedência, documento assinado pelo pároco ou responsável que comprove a sua preparação para a celebração do Sacramento;

·      Não são admitidos como padrinhos os casais de segunda união (casados apenas no civil), os que não são casados pela Igreja e os ateus;

 

E que os pais tenham sempre a consciência de que a Igreja é Mãe que acolhe, e que, se faz exigências, é por preocupação com a melhor forma de salvaguardar a Fé de seus filhos. Assim, antes de convidar os padrinhos, procure-nos e tire suas dúvidas, para que possamos realmente celebrar com toda a dignidade e seriedade que envolve o Sacramento do Batismo.